Subscrever Newsletter
 
Fundação António Quadros
2020 - MÚSICA POPULAR Imprimir e-mail

PRÉMIO ANTÓNIO QUADROS 2020

 

CATEGORIA: Música Popular.

VENCEDOR: José Cid.

 

TROFÉU: Troféu “Vida”, da escultora Cristina Rocha Leiria.

CERIMÓNIA DE ENTREGA: Rio Maior, Cineteatro  Casa da Cultura, 11 de Novembro, 15h.

APOIOS: Câmara Municipal de Rio Maior; Cooperativa “TERRA CHÃ – uma ideia de desenvolvimento local e integrado; Doces d'Aldeia; Enoport Wines; Loja do Sal.

 

EQUIPA DE COORDENAÇÃO: Mafalda Ferro; Manuela Fialho.

JÚRIAntónio Roquette Ferro, Francisco de Abreu Gautier, Isabel Rocha e Mello, Madalena Ferreira Jordão e Manuela Fialho (presidente).

 

NOTA BIOGRÁFICAS

MANUELA FIALHO 

Manuela Fialho nasceu no Cartaxo, em 1963. Licenciou-se em Direito em 1986, na Faculdade de Direito de Lisboa, Universidade de Lisboa. Em 1987 ingressou no Centro de Estudos Judiciários, onde frequentou, com aproveitamento, o VI Curso Normal de Formação de Magistrados. É pós graduada em Direito do Trabalho e em Justiça Europeia dos Direitos do Homem, tendo ainda frequentado pós graduação em Direito do Ambiente. É juíza desembargadora.

É associada da JUTRA – Associação Luso Brasileira de Juristas do Trabalho, integrando os respectivos órgãos sociais desde a sua criação em 2005, e da APODIT – Associação Portuguesa de Direito do Trabalho.

É membro do Centro de Investigação Professor Doutor Joaquim Veríssimo Serrão, ali integrando, desde 2015, o Conselho de Redacção das Revistas MÁTRIA XXI e MÁTRIA DIGITAL.

Tem colaborado como conferencista e/ou docente com o Centro de Estudos Judiciários, com a JUTRA, com a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e com a da Universidade Nova de Lisboa.

Relatora de diversos acórdãos publicados no sítio www.dgsi.pt, páginas da Relação de Coimbra, de Guimarães e de Lisboa, no sítio www.colectaneadejurisprudencia.com e na revista Colectânea de Jurisprudência.

No extinto Jornal Região de Rio Maior alimentou uma crónica denominada COISAS DA VIDA E DO DIREITO, sendo colaboradora regular do renovado O Riomaiorense.

Integra os órgãos sociais da Associação Cultural do Concelho de Rio Maior, da EICEL1920 – Associação para a Defesa do Património Mineiro, Industrial e Arquitectónico e, bem assim, os da VIA VITAE – Associação Portuguesa a favor da População Sénior.

Esteve envolvida na instalação do Clube UNESCO para o Património Cultural em Rio Maior. Participa no grupo coral CantoRio.

Publicou os seguintes textos:

- O Juiz e o Processo Laboral Comum – Poderes e Limites, Prontuário de Direito do Trabalho, n.º 64, Coimbra Editora

- Processo de Acidentes de Trabalho – Os Incidentes – Ideias para Debate, Prontuário de Direito do Trabalho, n.º 69, Coimbra Editora

- A Avaliação do Dano Decorrente de Acidente de Trabalho, A Indemnização da Incapacidade, in Temas Laborais Luso-Brasileiros, LTr, Brasil, 2006

- Ser Juiz… No Processo Laboral, in Temas Laborais Luso-Brasileiros, Coimbra Editora, 2007

- Igualdade no Trabalho. Um Caminho Aberto, Uma Estrada por Pavimentar, Prontuário de Direito do Trabalho, 76-78, Coimbra Editora

- Poder e Procedimento Disciplinar, in Código do Trabalho, A Revisão de 2009, Coimbra Editora

- Relevância e Enquadramento Processual da Acção de Impugnação Judicial da Regularidade e Licitude do Despedimento, in Estudos do Instituto de Direito do Trabalho, Vol. VI, Almedina

- Assédio Sexual no Local de Trabalho, in Gestão de Recursos Humanos de A a Z, Editora RH

- Legitimidade Processual Laboral, Apontamento, Prontuário de Direito do Trabalho, 2016-II, CEJ

- Do Assédio Laboral ao Suicídio, Trabalho Sem Fronteiras, Almedina

- A Responsabilidade por Doenças Profissionais, MÁTRIA DIGITAL N.º 5, Centro de Investigação Joaquim Veríssimo Serrão

- Da preparação do julgamento ao recurso de impugnação da matéria de facto, Prontuário de Direito do Trabalho, 2019 –II, CE

 

ANTÓNIO ROQUETTE FERRO

Enquanto colaborador e director-geral do IADE de 1983 a 2010, foi co-responsável pela organização de eventos culturais, artísticos e educativos. Em 2010, abriu uma Escola de Artes «ArteNaLinha» que dirigiu até ao seu encerramento. Posteriormente, colaborou assiduamente com a Câmara Municipal de Cascais na organização e gestão de diversas iniciativas culturais. Presentemente, integra o Conselho Consultivo da Fundação António Quadros.

 

FRANCISCO GAUTIER

Chief Operation Officer (COO), especializado no desenvolvimento de estratégias digitais, presente no mercado da comunicação desde 2001 e, no sector do marketing de influência desde 2011. Tem exercido o papel de Gestor de Projectos Especiais e consultor em inúmeras marcas de referência no panorama nacional. Presentemente, integra o Conselho Consultivo da Fundação António Quadros.

 

ISABEL ROCHA E MELLO

Directora Executiva e Produtora de Eventos Culturais, com ampla experiência em activações de marca. Responsável por 364 eventos no âmbito do ano «Brasil em Portugal», em 2012/2013. Partner na «Uzina», responsável pela «Uzina eventos». Presentemente, integra o grupo de "Amigos da Fundação António Quadros».

 

MADALENA FERREIRA JORDÃO

Enquanto colaboradora e directora-adjunta do IADE de 1969 a 2008, foi co-responsável pela organização de eventos culturais, artísticos e educativos. É investigadora e autora de obras, estudos e diversas palestras na área da genealogia e do ex-librismo. Presentemente, integra o Conselho de Administração da Fundação António Quadros.

 

RELATÓRIO DO JÚRI: