EDITORIAL, por Mafalda Ferro

Fundação António Quadros - Cultura e Pensamento tem por fim o estudo e a divulgação do Pensamento e da Obra de António Quadros, Fernanda de Castro, António Ferro, Augusto Cunha, Maria Germana Tânger e de quaisquer outras personalidades de mérito.

 

A FUNDAÇÃO ANTÓNIO QUADROS RECOMENDA:

Obras literárias, publicadas nos dois últimos meses, que destacam especialmente António Ferro ou/e em Fernanda de Castro:

- A Herança de António Ferro: Museu de Arte Popular, por Alexandre Oliveira;

Histórias do Palácio Foz, por António Xavier;

Leitão de Barros - A biografia roubada, por Joana Leitão de Barros e Ana Mantero;

Sarah Affonso: os dias das pequenas coisas, coordenação de Emília Ferreira;

Virgínia Victorino na cena do Tempo, coordenação de Jorge Pereira de Sampaio. 

 

ANTÓNIO FERRO (17 de Agosto de 1895 - 11 de Novembro de 1956)

Lembrando a acção de António Ferro em prol da cultura, 63 anos depois da sua morte, a Fundação dedica-lhe o mês de Novembro, com especial enfoque numa temática que lhe era muito cara: o cinema.

A RTP Memória apresentou recentemente o documentário «António Lopes Ribeiro – o Carro da Estrela», produzido para a RTP por Cinequanon em 1989, programa em que o cineasta refere que António Ferro foi a pessoa que teve a coragem, no governo, de arranjar dinheiro para que se fizesse uma cinemateca portuguesa onde houvesse um Museu e, além disso, se arquivasse todos os filmes que se iam fazendo; que era costume, até mesmo no estrangeiro, deitar fora e vender para fazer pentes e outras coisas que a película servia para fazer, sem repararem que o cinema era nada mais nada menos que a memória das épocas. O António Ferro era um cinéfilo feroz numa época em que os intelectuais não acreditavam no cinema [que era considerado] era uma atração de feira. Menos em Portugal.


EXPOSIÇÃO E LANÇAMENTO DE LIVRO

A exposição "Descobrir SÃO PEDRO DO SUL", bem como o livro que com o mesmo nome foi publicado, apresentados na Fundação António Quadros, em Rio Maior, no dia 11 de Novembro.

 

LIVRARIA ARTES E LETRAS, EM ÓBIDOS!

Depois de 30 anos em Lisboa, a Livraria Artes e Letras, inaugurou novas instalações na Vila Óbidos. Luís Almeida Gomes, proprietário e Alma deste emblemático e histórico espaço, trabalha há três décadas ajudando, (in)formando e despertando curiosidades e consciências - para a palavra escrita e para o mundo - através da Leitura, de Encontros, Tertúlias ou Exposições temáticas.

 

Aos «Amigos da Fundação António Quadros»:

Se ainda não o fez, e se puder, por favor, efectue como de costume a transferência relativa ao seu contributo financeiro anual da seguinte forma:

Transferência Bancária identificada para Fundação António Quadros 

NIB: 0010 0000 5227502 0001 18 (BPI); IBAN: PT50 0010 0000 5227 5020 0011 8; BIC/SWIFT: BBPIPTPL

 

Voluntariado na Fundação António Quadros:

Ocupe o seu tempo livre de forma útil e gratificante.

Alimente o espírito e enriqueça os seus conhecimentos.

Multiplique as suas competências.

Venha conversar connosco e conhecer as instalações da Fundação situadas no edifício da Biblioteca Municipal de Rio Maior.

Ligue-nos e marque uma visita: 965552247 | 243 999 310.